Aprendendo a transformar DOR em CRESCIMENTO nas relações!

“Por que relacionamentos são tão difíceis?”

É incrível constatar a imensidão de vezes que ouvi essa pergunta de amigos, pacientes, familiares e… de mim mesma, é claro! rsrs…

E mais: “Por que, mesmo sentindo tanto amor, é tão complicado conseguir viver em harmonia e tranquilidade na vida a dois?”, “o que fazer para tentar amenizar o sofrimento e transformá-lo em crescimento?”

Neste artigo vamos procurar encontrar algumas respostas para essas perguntas, tentando desbravar possíveis caminhos nessa eterna busca de transformar dor em amor nos relacionamentos!

Leia também o artigo: Alcançando mudanças em sua relação; o caminho mais fácil.

artigo 8

Você consegue imaginar como seria sua vida se conseguisse modificar o pensamento: “como relacionamentos são difíceis e complicados!” para: “relacionamentos são grandes oportunidades para que eu me torne melhor continuamente!”?

Então, esse é meu objetivo! Espero que, ao terminar de ler esse artigo, você tenha essa nova crença instalada em sua mente e que, diante de cada problema novo que precisar enfrentar em sua relação, esse seja seu ponto de vista.

E sim, isso é possível! Sei porque eu mesma já trilhei esse caminho e, hoje, já se tornou algo automático e natural para mim. Ao invés de me estressar e somente reclamar diante de nossas dificuldades, penso imediatamente: “O que posso aprender com isso? como posso me tornar melhor?” (Às vezes não tão imediatamente, oops: rsrsrs)

TEMOS A MISSÃO DE EVOLUIR 

artigo 4

Primeiramente, antes de começarmos a falar sobre os pontos que lhe ajudarão a implantar a mudança de sua crença, preciso falar com você sobre algo muito importante. Importantíssimo, aliás, e que talvez você nunca tenha parado para pensar.

Você sabia que todo ser humano tem um propósito único e maior para estar neste mudo e neste exato momento? E que este propósito está totalmente ligado a nossa necessidade de evoluir, de desenvolver e nos tornarmos melhores a cada dia?

Ou você acredita que sua existência seja uma simples coincidência, uma mera junção de moléculas e que não há mais nada?

Qual a razão, o sentido de sua existência? O que você – e não estou fazendo essa pergunta de forma aberta para a humanidade não, estou perguntando a você mesmo agora – veio fazer aqui, nesta terra, neste momento? Qual sua missão aqui e agora?

Pense um pouco antes de seguir em frente.

Se sua resposta for “nunca pensei sobre isso!”, eu lhe digo que já está na hora de acordar e começar a pensar. Ou vai passar sua vida inteira sem saber nada sobre seu propósito, vivendo “no modo automático” e sem definir o que deseja realizar e construir? Isso é realmente uma vida sem sentido…

Se sua resposta é “até já pensei, mas ainda não faço ideia!”. Parabéns! Você está caminhando em busca de sentido para sua existência e, como ainda não encontrou, meu conselho é: não desista e continue em estado de alerta, buscando, até encontrar aquilo que lhe trará forças e motivação para agir e ser feliz.

Para ajudá-lo um pouco mais nessa reflexão sobre o sentido da vida, o “porquê” de nossa existência, vou compartilhar minha crença essencial e que chegou a mim por meio do livro “Conversando com Deus”, que li há um tempo:

“Não estamos aqui para evoluir, na verdade estamos aqui para lembrar quem somos e ajudar outras pessoas a lembrarem.”

Neale Walsch

Segundo o autor – e eu concordo plenamente – nós somos naturalmente seres de luz. Nossa essência é o amor, a paz e a bondade. Isso mudou minha maneira de pensar e encarar a vida. Nossa tão falada evolução se resume simplesmente em “lembrarmos” quem realmente somos, retomarmos nossa essência mais profunda.

Somos parte do Amor Maior e nossa “função” aqui é restaurar essa lembrança e, consequentemente, ajudar os outros também a se lembrarem.

Cada um de nós terá uma forma, um meio diferente para despertar essa lembrança. E esse “meio” pelo qual vamos fazê-lo é justamente nosso propósito de vida, o que trará sentido a nossa existência e que está ligado nos céus!

Por exemplo: o que traz sentido à minha vida e que me despertou para o crescimento e evolução, me fazendo lembrar que sou luz, foi, primeiramente, meu relacionamento conjugal. Depois minhas outras relações: com meus filhos, meus pais, irmãos, amigos, pacientes, etc. Sou apaixonada por relacionamentos! E esse é o meu propósito, o que me motiva a ser melhor a cada dia: cuidar das minhas relações e ajudar os outros a cuidarem das suas, despertando também para o crescimento. Entendeu?

Por isso lhe pergunto novamente: o que traz sentido à sua vida? Encontre respostas para esse questionamento o mais rápido possível. Sua felicidade e paz mais profundas dependem disso!

Agora que você já entendeu que não está aqui por acaso, que tem uma tarefa infinitamente maior a realizar e que precisa buscar toda forma de conhecimento e crescimento possível para isso, podemos seguir em frente.

DESACORDOS SEMPRE EXISTIRÃO EM TODA RELAÇÃO 

artigo 2

Este também será um ponto chave que você precisa compreender para alterar seus pensamentos sobre as dificuldades em sua relação.

Somos seres únicos. Cada um de nós tem sua “bagagem” vivencial e emocional. Vamos construindo nossa personalidade e nossos sistemas de crenças ao longo de nossa vida e de nossas experiências.

Por isso, ninguém pensa, sente e age igual a ninguém! Cada um tem sua forma de viver e acreditar, de sofrer e reagir, de experienciar às circunstâncias que a vida lhes proporciona.

Isso significa que quando duas pessoas se unem em uma relação, cada um leva consigo sua “bagagem” e que, naturalmente, desacordos surgirão a partir de suas diferentes formas de ser e viver.

Leia o artigo:” Quatro princípios para o Relacionamento Saudável e Feliz” e veja que “ Felicidade  no relacionamento não significa ausência de conflitos.”

Compreenda que não existe jeito certo ou errado, vilão e vítima, culpado e inocente… o que existe simplesmente são formas diferentes de lidar com as situações do dia a dia.

Claro que existem comportamentos que são extremamente prejudiciais, à própria pessoa e à relação. Vamos chamá-los de comportamentos aprendidos, que repetimos por não conhecermos outra possibilidade de ação. São comportamentos “pouco evoluídos”.

O que você precisa entender é que esses comportamentos não são emitidos com o objetivo de lhe ferir. Simplesmente é a forma, mesmo que ruim, que outro aprendeu ao longo de sua história.

E agora nossa conversa começa a ficar boa e posso chegar aonde quero levar você!

TRANSFORMANDO PROBLEMAS EM CRESCIMENTO 

artigo 7

Vamos lá! Já entendemos que é preciso evoluir, crescer, melhorar, ou simplesmente, lembrar quem somos.

Compreendemos também que é natural que os relacionamentos gerem choques e desacordos, justamente pelas diferenças de personalidade e de crenças. E vimos que existem comportamentos extremamente prejudiciais que precisam ser, vamos dizer, modificados, transformados.

Agora eu quero que você reflita comigo:

Existe melhor oportunidade para nos darmos conta da existência desses comportamentos “pouco evoluídos” que por meio das relações?

Consegue perceber que o contato, a troca com o outro me traz a possibilidade de conhecer novas formas de agir e pensar?

Justamente por isso relacionar-se é tão difícil, porque somos obrigados a enxergar o “pior” em nós e, muitas vezes, no outro! Pior no sentido daquilo que precisa de crescimento, que não está bom, que não nos faz bem nem aos outros.

Todo relacionamento nos abre a possibilidade de, por meio das diferenças, encontrar aquilo que ainda não é luz em nós!

Em cada relação que estabelecemos vivemos a feliz oportunidade de nos encontrarmos com o novo, com o diferente, com aquilo ao qual não fomos antes apresentados. O que nos impulsiona ao crescimento, à necessidade de buscar sermos melhores se quisermos continuar juntos.

E nós não estamos aqui justamente para evoluir? Para lembrar?

Então posso lhe dizer que cada conflito que você enfrenta em sua relação é um grande presente dos céus! Sim! Porque é mais uma oportunidade de você avaliar suas ações e ver se tem algo novo a aprender e… crescer!

E, olha que legal, você também tem a oportunidade de ensinar, ou seja, lembrar-se da luz que você é e ajudar o outro  a se lembrar e a se manter nesse processo de evolução contínua.

Tudo isso por meio das relações e de seus conflitos!

Sim! Os relacionamentos são uma grande dádiva de Deus para nós!

A possibilidade de Encontrar com o outro e aprender tanto sobre mim e sobre a vida é algo extraordinário!

As relações são nossa melhor oportunidade de crescimento enquanto seres individuais. Implante essa nova realidade, essa nova crença em sua vida!

A partir de hoje, e para sempre, desejo que você tenha um novo olhar sobre seus problemas de relacionamento. Que pare de levar tudo para o lado pessoal, como se fosse uma ofensa a você. Que pare de ficar somente reclamando e lamentando por todas as suas dificuldades.

Profetizo que você terá um olhar diferente para seus conflitos! Um olhar de “curiosidade” e “oportunidade”, se perguntando sempre: como posso aprender mais com essa situação?

Torne esse pensamento uma prática constante em sua vida, mude agora suas crenças, seja diferente! E dessa forma, construa o seu Felizes para Sempre Três Pontinhos!

Você gostou desse artigo?

Este artigo lhe ajudou em algo?

Deixe seu comentário, sua opinião contribui para o desenvolvimento do meu blog!

Grande abraço!

3 Comentários


  1. ola vivane …gostei muito desse tema de como crescer nos conflitos da relaçao ..e que os conflitos sao uma dadiva de Deus….acredite conforme ia lendo ia tbem analisando minha e tudo que me aconteceu e posso te afirmar que atraves do sofrimento e da dor eu cresci e evolui tbm..hj me considero e sou outra mulher para o meu marido e consequentemente ele é outro homem para mim…se eu aprendi tenho certeza que ele aprendeu junto comigo …depois que tive a oportunidade de conhecer seu trabalho é que passei a me analisar mais ainda de como no passado fui ingenua imatura ate falta de fé mesmo na minha vida …eu devia ter buscado mais Deus sabe…enfim mas como vc mesmo disse estamos aqui para aprender e evoluir ainda que tenha sido pela dor ….mais uma vez obrigada pela oportunidade de crescer ainda mais com vc atraves do seu trabalho …deu para perceber que vc é uma pessoa espiritualizada e de muita luz….fique com Deus ..um grande beijo.

    Responder

    1. Olá Silvia! Que legal conhecer um pouco sobre sua história e saber que vc concorda comigo! Agradeço muito seu feedback e espero que continuemos juntas nosso processo de evolução! Grande abraço!

      Responder

  2. Nossa!! Eu nunca tinha pensado neste sentido!! Gostei muito do artigo!! Muito didático e revelador!! Salvei aqui para ler de novo futuramente!! Obrigada, Viviane!!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.